-

Aba 1

Postado em 04 de Fevereiro de 2020 às 14h46

CARTEIRA DE TRABALHO DIGITAL (CTPS)

Desde a entrada em vigor da Lei n° 13.874/2019, em 20.09.2019, conhecida como Lei da Liberdade Econômica, passou a se falar da Carteira de Trabalho Digital.

Isso porque, de acordo com o artigo 15 da Lei n° 13.874/2019, que alterou entre outros os artigos 13 e 14 da CLT, a CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) do empregado deverá ser emitida, preferencialmente em meio eletrônico, em respeito aos modelos que o Ministério da Economia adotar, sendo adotada a CTPS física, somente em caráter excepcional.

Cabe esclarecer que, o aplicativo da CTPS existe desde 2017, todavia ele não substituía o documento físico. Portanto, a partir de agora, a CTPS em meio físico não é mais necessária para a contratação na grande maioria dos casos.

Para o trabalhador, bastará informar o número do CPF no momento da contratação, já para o empregador, conforme noticiado no portal.esocial.gov.br, as informações prestadas no eSocial substituem as anotações antes realizadas em documento físico.

Dessa forma, em 24.09.2019, foi publicada a Portaria SPREV/ME n° 1.065/2019, disciplinando sobre a emissão e habilitação da Carteira de Trabalho Digital, que será equivalente à Carteira de Trabalho emitida em meio físico, conforme artigo 2° desta norma.

Conforme artigo 3° da Portaria SPREV/ME n° 1.065/2019, a Carteira de Trabalho Digital já se encontra previamente emitida a todos os inscritos no CPF - Cadastro de Pessoas Físicas, sendo necessária, contudo, sua habilitação.

Portanto, para todos aqueles brasileiros e estrangeiros que possuírem o CPF, já existirá uma prévia da CTPS Digital, sendo necessário somente, que o empregado se habilite no sistema, por meio de uma conta de acesso.

De acordo com o artigo 4° da Portaria SPREV/ME n° 1.065/2019, para ser realizada a habilitação da Carteira de Trabalho Digital se faz necessária a criação de uma conta de acesso por meio da página eletrônica: acesso.gov.br, na opção de serviço específico da Carteira de Trabalho Digital.

A habilitação da Carteira de Trabalho Digital será realizada no primeiro acesso da conta que será criada, podendo ser realizada por meio de:

a) aplicativo específico, denominado Carteira de Trabalho Digital, disponibilizado gratuitamente para dispositivos móveis; ou

b) serviço específico da Carteira de Trabalho Digital no sítio eletrônico: www.gov.br.

Vale ressaltar que esse cadastro será gratuito, conforme resposta da pergunta n° 20, publicada no link www.empregabrasil.mte.gov.br/duvidas-frequentes-ctps-digital/

Fonte: Econet Editora

Veja também

NOVEMBRO AZUL: INFORMAÇÃO É PODER E PREVENÇÃO É SAÚDE!23/11/20 O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Em torno de 66 mil novos casos deverão surgir no triênio 2020-2022. Mas se diagnosticado precocemente tem 90% de chance de cura. Este ano o Novembro Azul também evidencia o câncer de boca. No Brasil, somente em 2017, ocorreram 4.923 óbitos em homens, que corresponde......
CAEPF substituirá o CEI14/09/18 A Receita Federal regulamentou o Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física (Caepef), que irá substituir o Cadastro Específico do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), chamado de CEI. Esse cadastro é exigido como......
eSocial: Exigência de CPF para todos os dependentes do IR.17/05/18 Foi publicada, no Diário oficial da União, a Instrução Normativa RFB nº 1.760, de 2017, que trata do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Entendemos que haverá exigência de CPF para todos os dependentes, independente da idade. Mas por quê? Por que a......

Voltar para Notícias