-

Aba 1

Postado em 23 de Novembro de 2020 às 09h42

NOVEMBRO AZUL: INFORMAÇÃO É PODER E PREVENÇÃO É SAÚDE!

O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Em torno de 66 mil novos casos deverão surgir no triênio 2020-2022. Mas se diagnosticado precocemente tem 90% de chance de cura.
Este ano o Novembro Azul também evidencia o câncer de boca. No Brasil, somente em 2017, ocorreram 4.923 óbitos em homens, que corresponde ao risco de 4,88/100 mil homens. A incidência é mais comum acima dos 40 anos, sendo o quarto tumor mais frequente no sexo masculino na região Sudeste. A maioria dos casos é diagnosticada em estágios avançados, mas podem ser evitados, pois os fatores de risco são comuns a outras neoplasias e doenças crônicas como o fumo e o álcool.

Fique atento, entre os cuidados básicos que todo homem precisa ter com a saúde. Há testes e exames que precisam ser realizados com frequência:
? Verificação da pressão arterial;
? Hemograma completo e testes de urina;
? Teste de glicemia, para prevenção de diabetes;
? Atualização da carteira vacinal;
? Verificação do perímetro abdominal e teste de Índice de Massa Corpórea (IMC).

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

Veja também

Estados e representantes de bares e restaurantes formam grupo de trabalho04/09/19 Um grupo de trabalho será formado com representantes de bares e restaurantes e técnicos do Governo de Santa Catarina para avançar na discussão sobre a tributação do segmento, assim como a formalização dos estabelecimentos e o uso de nota fiscal eletrônica para o consumidor final. O encaminhamento é resultado de uma reunião provocada pelo......
Receita Federal prevê taxar auxílio-alimentação25/01/19 A taxação de vale-refeição e alimentação vem sendo prevista pela Receita Federal do Brasil. De acordo com a Coordenação Geral de Tributação, o auxílio-alimentação pago......
PRAZO PARA REGULARIZAÇÃO DO SIMPLES NACIONAL TERMINA EM 31 DE JANEIRO21/01/20 Os pequenos negócios que foram excluídos do Simples Nacional em 2019 têm até 31 de janeiro para regularizarem as pendências e fazerem uma nova adesão ao regime, desde que não haja débito com a Receita Federal ou a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O......

Voltar para Notícias