-

Aba 1

Postado em 24 de Maio de 2019 às 17h27

Constituição, alteração e baixa de empresa agora requer certificado digital e-CPF

A Jucesc digital já está aceitando certificado A1 e A3

Cumprindo a Inscrição Normativa DREI 57, de 26 de março de 2019, a Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (JUCESC) já está aceitando o certificado A1.

Além da facilidade, o certificado digital e-CPF A1 tem validade de 12 meses, armazenado diretamente no computador ou no dispositivo móvel e não depende de cartões ou tokens para seu uso. Por se tratar de certificado ICP-Brasil, permite também sua identificação e autenticação no mundo digital com segurança.

A Jucesc é uma das primeiras juntas comerciais do Brasil a aceitar, além do certificado A3, este recente formato de certificação digital, A1.

Agora é para valer, o certificado A1 já está em pleno funcionamento. Por isso estamos certificando a todos: A1 já é realidade em Santa Catarina.

O certificado digital e-CPF será necessário a todos os sócios para constituição, alteração e baixa das sociedades. Para os empresários individuais, por enquanto, apenas a baixa da empresa não exige o certificado digital. Outra exigibilidade é quanto aos livros contábeis que também precisarão serem assinados via certificado digital e-CPF.

Fonte: JUCESC.

Veja também

COVID-19 - BENEFÍCIO EMERGENCIAL JÁ PRESERVOU 1,7 MILHÃO DE EMPREGOS23/04/20 Programa atende acordos para redução de jornadas e suspensão temporária de contratos O total de empregos preservados por meio de acordos firmados do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, instituído pela Medida Provisória 936, até o momento é de 1.707.226. O número de acordos foi processado pela Dataprev às 15h desta quarta-feira (15/4). O programa prevê a concessão do Benefício Emergencial......
ALUGUÉIS: REDUÇÃO E SUSPENSÃO DURANTE A PANDEMIA 17/04/20 Devido às medidas de isolamento social para frear a pandemia do coronavírus, muitas pessoas vêm tendo seus rendimentos diminuídos. E, com isso, ficam com dificuldades de pagar despesas habituais, como locação. Nesse......
RECEITA FEDERAL ABRE A POSSIBILIDADE DE REPARCELAR DÉBITOS DO SIMPLES NACIONAL16/11/20 A partir do dia 3 (três) de novembro, as empresas poderão reparcelar os débitos apurados pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional) . A Instrução......

Voltar para Notícias